• Programa de Atenção Domiciliar

    O Programa de Atenção Domiciliar da Central Nacional Unimed está inserido no Núcleo de Apoio ao Paciente Internado (NAPI). O paciente que está hospitalizado pode ter a transição do seu cuidado para o ambiente domiciliar e nele dar continuidade ou finalizar o seu tratamento por meio de um atendimento eficiente, humanizado e com assistência individualizada permitindo maior envolvimento dos familiares.

    O objetivo é promover o autocuidado e educação em saúde para o paciente/família e cuidador.

  • Como funciona?

    Após a solicitação do médico assistente, a equipe multidisciplinar do NAPI avalia as necessidades clínicas do paciente e elabora um plano de atendimento domiciliar. A partir da autorização para o atendimento, será dada a continuidade do cuidado no domicílio. O serviço é prestado por uma equipe multidisciplinar que pode incluir médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos que darão o suporte técnico ao paciente, conforme seu estado clínico.

  • Qual é o perfil do paciente para atenção domiciliar?

    Desde recém-nascidos até idosos, desde que devidamente indicados pelo médico assistente para continuidade do cuidado na residência, nas seguintes condições: 

    - Paciente hospitalizado com problemas de saúde controlados e tem condições de continuidade de seu tratamento no domicílio, mediante prescrição médica;
    - Paciente acamado e com doenças que impedem o seu deslocamento à rede credenciada;
    - Paciente com necessidade de aparelho para suporte de vida e oxigenioterapia;
    - Paciente com indicação de tratamento especializado de lesões e feridas;
    - Paciente com indicação de tratamento de antibiótico prolongado injetável;
    - Paciente com indicação técnica para cuidado paliativo.

  • O que é obrigatório para o atendimento domiciliar?

    - Ter indicação clínica com solicitação médica para continuidade do atendimento domiciliar e auditoria da operadora de saúde, com validação do NEAD;
    - Condições de infraestrutura física no domicílio e área de abrangência para assistência domiciliar;
    - Consentimento da família e/ou paciente;
    - Existência de cuidador.

  • Quem é o cuidador?

    O cuidador é uma das pessoas mais importantes para o sucesso do atendimento domiciliar. É o elo de contato com a equipe de atendimento domiciliar e promove a integração do paciente com a família e com o tratamento. Sua função é cuidar do paciente seguindo as orientações dadas pelos profissionais da equipe.

  • Perfil do cuidador

    Pessoa que auxilia o paciente com dependência parcial ou total nos cuidados de vida diários, tais como: alimentação, higiene pessoal, mudança de decúbito, administração de medicamentos por boca ou sonda. Pode ser um familiar, amigo, vizinho ou funcionário contratado, com mais de 18 anos. Não é necessário ter formação escolar específica, mas deve ser alguém participativo, interessado e com disponibilidade para receber as orientações da equipe multidisciplinar do Programa. 

  • O sucesso do cuidado é o cuidador.

    A Central Nacional Unimed, preocupada com o cuidado dos seus pacientes na residência, apoia e oferece gratuitamente um Curso para Formação de Cuidadores de Idosos, realizado semestralmente em São Paulo. Para mais informações acesse o site: www.centralnacionalunimed.com.br/unimedativa

    IMPORTANTE: o serviço de cuidador é de inteira responsabilidade da família. 

    A participação no Programa de Atenção Domiciliar é de livre adesão mediante a assinatura do Termo de Consentimento Informado, entregue ao responsável pelo paciente, durante o processo de implantação.

    Para mais informações entre em contato no e-mail: napi@centralnacionalunimed.com.br