• Orientações farmacêuticas

    Os medicamentos são recursos utilizados para obter benefícios como a cura, a prevenção, o diagnóstico de uma doença ou o alívio de sintomas incômodos ou incapacitantes. Os benefícios esperados com sua utilização devem ser maiores do que os riscos decorrentes do seu emprego, por isso, alguns cuidados e conhecimentos são fundamentais para obter total eficácia.

Armazenamento correto dos medicamentos

  •  

    Medicamentos são constituídos de uma ou mais substâncias químicas que podem sofrer alterações a ponto de perder o efeito ou mudar sua composição, oferecendo risco à saúde. É fundamental escolher um local adequado para armazenar os medicamentos para garantir sua estabilidade química e seu estado de conservação até o uso.

  •  

    Manter em local fora do acesso das crianças e animais para evitar a ingestão acidental.

  •  

    Proteger da luz, calor e umidade, observando os demais cuidados contidos na embalagem. Os armários do banheiro ou cozinha não são locais adequados para guardar medicamentos; manter sempre a embalagem fechada adequadamente.

  •  

    Em eventual reutilização, atenção ao prazo de validade e ao aspecto (integridade, depósitos, manchas nas cápsulas, etc). Medicamentos vencidos não devem ser utilizados.

  •  

    Não guarde a caixa de medicamentos perto de cosméticos ou de produtos de limpeza, e tome cuidado com insetos e outros animais. Alguns medicamentos necessitam de um tipo de armazenamento especial, como resfriamento. Em caso de dúvida, consulte a bula.

  •  

    Medicamentos de uso contínuo devem ser mantidos separados dos demais para evitar erros no momento da administração.

Riscos da automedicação

  •  

    O uso de medicamentos de forma incorreta pode acarretar o agravamento de uma doença, uma vez que a utilização inadequada pode esconder determinados sintomas. Se o remédio for antibiótico, a atenção deve ser redobrada. O uso abusivo destes produtos pode facilitar o aumento da resistência de micro-organismos, o que compromete a eficácia dos tratamentos.

  •  

    Outra preocupação em relação ao uso do remédio, refere-se à combinação inadequada. Neste caso, o uso de um medicamento pode anular ou potencializar o efeito do outro.

  •  

    O uso de medicamentos requer SEMPRE muitos cuidados. Existem casos em que tais cuidados devem ser intensificados por haver grandes riscos de prejuízo, como durante a gravidez, a amamentação e em crianças e pessoas idosas.

  •  

    O uso de remédios de maneira incorreta ou irracional pode trazer, ainda, consequências como: reações alérgicas, dependência e até a morte.

  •  

    O médico deve ser sempre consultado.

  • Descarte correto de medicamentos

    Desde 2009, um regulamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) possibilita que farmácias e drogarias participem de programas voluntários de coleta de resíduos de medicamentos para descarte pela população.

    Os medicamentos vencidos e descartados são considerados resíduos e apresentam riscos à saúde humana e ao meio ambiente, principalmente à água e ao solo. Eles são produtos químicos e não podem ser jogados no lixo comum.
     
    Por isso, a primeira medida é consultar as farmácias de sua região e verificar se  elas participam de algum programa de descarte de sobras domésticas de medicamentos, embalagens e de objetos perfurocortantes. Caso positivo, basta pedir orientação nesses estabelecimentos de como proceder.
     
    Caso não exista um ponto de descarte em sua cidade ou alguma iniciativa similar na região, o mais aconselhável é solicitar informações nas Unidades Básicas de Saúde locais para receber orientação de como fazer um descarte seguro.
     
    Geralmente os resíduos de medicamentos, as embalagens os objetos usados para ministrá-los têm como destino final a incineração ou são levados para aterros industriais, dependendo do procedimento adotado em cada município.

  • Quimioterápicos orais

    Para informações de solicitação e autorizações de medicamentos quimioterápicos orais, entre em contato pelo telefone 0800-9420011, se o seu cartão do plano de saúde começa com 0865, e 0800-9404774, para cartão que começa com 067 e fale com nossa Central de Atendimento. Ou envie um e-mail para quimio.oral@centralnacionalunimed.com.br.