Voltar

Esclerose Múltipla: Escute os sinais de seu corpo

Esclerose Múltipla: Escute os sinais de seu corpo

Esclerose Múltipla: Escute os sinais de seu corpo

O diagnóstico de esclerose múltipla costuma ser assustador para muitas pessoas. Afinal, trata-se de uma doença autoimune e degenerativa que afeta o sistema nervoso e pode comprometer muitas das nossas habilidades motoras e cognitivas. Apesar de ser ainda uma doença sem cura, ela não impacta necessariamente no tempo de vida da pessoa. Hábitos saudáveis somados aos avanços da medicina ajudam os pacientes com esclerose múltipla a ter uma vida melhor, permitindo estudar, trabalhar, praticar esportes, namorar e engravidar.

A doença se manifesta a partir de surtos sintomáticos que variam de pessoa para pessoa e que podem durar semanas. Para saber mais sobre os sintomas e tipos de esclerose múltipla, clique aqui.

Além da administração de medicamentos, é importante manter alguns hábitos saudáveis para prevenir as crises, como:

  • Exercícios físicos: Com cuidado e respeitando os limites de cada pessoa, alguns exercícios ajudam a melhorar a força, equilíbrio e rigidez muscular, além de promoverem o melhor controle do intestino e da bexiga do paciente com esclerose múltipla. 
     
  • Alimentação rica em fibras e consumo de água: Uma dieta rica em fibras e a hidratação adequada com ingestão de água, ajudam a regular o intestino e a evitar a constipação, que é bastante comum entre os pacientes.
     
  • Apoios apropriados: Algumas pessoas com esclerose múltipla podem apresentar dificuldades para caminhar ou ter fraquezas que podem provocar quedas. Por isso, é importante avaliar, com ajuda de um fisioterapeuta, os suportes mais adequados.

Quem tem esclerose múltipla pode trabalhar?
Depende. Em casos mais avançados, pode ser solicitada a aposentadoria por invalidez. Mas, a depender do grau da doença, é possível que a pessoa trabalhe normalmente – ou com algumas poucas adaptações.

Apesar da Lei nº 9.029/95, que proíbe a discriminação no ambiente de trabalho, é muito comum que pessoas com esclerose múltipla, por medo de preconceito, prefiram esconder o diagnóstico de seus empregadores e colegas o tanto quanto possível.

Algumas atitudes de empresas e colegas ajudam no acolhimento ao funcionário com esclerose múltipla:

  1. arquitetura acessível e apoios para reduzir risco de quedas
  2. vaga especial no estacionamento para a pessoa não precisar caminhar tanto
  3. horários flexíveis ou possibilidade de trabalhar de casa (home office)
  4. possibilidade de pausas regulares
  5. adequação entre habilidades, limitações e funções
  6. confidencialidade de informações sensíveis e particulares

Com empatia, cuidado e tratamento adequado é possível viver bem.


Fonte: Equipe de Comunicação


Média (0 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR: