Voltar

Você precisa conhecer os benefícios do kiwi

Você precisa conhecer os benefícios do kiwi

Conheça mais sobre essa fruta de alto valor nutricional e poucas calorias – e confira como incluir o kiwi na alimentação

Você precisa conhecer os benefícios do kiwi

10 Julho 2019

As frutas devem estar presentes na rotina das pessoas de todas as idades. Além de serem sinônimo de uma alimentação mais saudável, elas também são importantes aliadas na preservação da saúde e do bem-estar.

Especialistas recomendam que, além do consumo diário, deve-se aproveitar a grande variedade que temos no Brasil e incluir no cardápio as mais diversas frutas para se beneficiar de todos os nutrientes que elas oferecem. Uma dessas frutas é o kiwi. Ela tem alto índice de vitamina C (quase o dobro da laranja), mas suas propriedades vão além. É também fonte de magnésio, potássio, proteínas e das vitaminas A, E e B6. E mais: tem poucas calorias. São apenas 62 em 100 gramas.

Facilmente encontrada em supermercados e feiras, ela deve ser consumida in natura e logo após ser descascada. Como a vitamina C oxida com facilidade em contato com a luz ou com o ar, não é recomendado que o kiwi seja guardado na geladeira já cortado.

 

Variedades e aproveitamento

O cultivo comercial do kiwi em larga escala teve início na Nova Zelândia no início do século XX e se espalhou para outras regiões, inclusive para o Brasil. Agora, além do tradicional, aquele que é marrom por fora, verde por dentro e com sabor mais cítrico, outras variedades começam a chegar à mesa do brasileiro. É o caso do kiwi dourado, que tem a polpa amarela e sabor mais adocicado.

Independente da versão escolhida, uma dica dos nutricionistas é aproveitar também a casca da fruta em sucos ou chás, pois é nela que está uma grande concentração de vitamina C e de fibras.

 

Múltiplos benefícios

A motivação para ingerir kiwi aumenta conforme os seus benefícios são conhecidos. A ação antioxidante é um dos destaques. Segundo alguns especialistas, essa fruta pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares e alguns tipos de cânceres.

Uma pesquisa da Universidade de Teikyo, no Japão, indica que, graças aos polifenóis, que são um tipo de antioxidante, a fruta também pode ser uma aliada na prevenção da arteriosclerose, caracterizada pelo endurecimento e estreitamento das paredes das artérias.

Estudos mostram que a lista de benefícios se estende pelo fato de que o consumo do kiwi ajuda na fixação do cálcio, favorecendo os ossos e os dentes; potencializa a absorção de ferro; ajuda a baixar os níveis de triglicérides; aumenta as defesas do organismo; e ainda deixa a pele com aparência mais bonita e saudável.

 

 

O kiwi também é rico em fibras solúveis, que facilitam o trânsito intestinal e ajudam a controlar o colesterol. Além disso, essas fibras dão uma forcinha para a sensação de saciedade. Por ter baixo índice glicêmico, pode estar presente na alimentação até dos diabéticos.

Recentemente, ela também foi caracterizada como aliada do sono. Um estudo publicado no Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition indicou que, devido à combinação de antioxidantes, potássio e serotonina, o kiwi ajuda a dormir com maior facilidade e impacta positivamente na duração e a qualidade do sono. Para obter esse efeito, é necessário o consumo diário de duas unidades da fruta, preferencialmente uma delas após o jantar.

Agora que você já sabe mais sobre o kiwi, que tal apostar nela tanto para ser saboreada em fatias, como para compor sucos ou salada de frutas?


Texto: Karina Fusco | Edição: Ana Carolina Giarrante | Design: Alex Mendes

Fonte: FDA (Food and Drug Administration), Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition e Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM)

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (6 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em