Voltar

Ensinando meu filho a cuidar do meio ambiente

Ensinando meu filho a cuidar do meio ambiente

A consciência ambiental pode começar desde cedo, ensinando a importância de preservar, incentivando hábitos e dando o exemplo

Ensinando meu filho a cuidar do meio ambiente

5 Junho 2019

No dia 5 de junho, é celebrado em todo o planeta o Dia Mundial do Meio Ambiente. E essa data pode ser uma boa oportunidade de reflexão sobre como cada membro da família trabalha a questão da preservação do meio ambiente na prática e como isso é transmitido às crianças.

É durante o desenvolvimento infantil que os pequenos acumulam valores e ideais que vão utilizar durante toda a sua vida. Por isso, é tão importante que os pais reflitam sobre o que pode ser compartilhado com os pequenos para que eles entendam a importância de cuidar do meio ambiente.

E por onde começar? Com gestos simples do cotidiano.

 

Seja o exemplo, sempre

Cultive bons hábitos e deixe que as suas ações falem por você. Vendo o comportamento dos pais, as crianças podem copiá-los e com isso construir uma consciência muito mais consistente. Não jogar lixo na rua, guardando-o no carro ou na bolsa até chegar em casa, pode ser um simples exemplo. A reciclagem de lixo pode ser outra atitude de grande repercussão em casa, na escola e na comunidade. Afinal,  você pode estimular a criança, desde pequena, a separar os produtos que podem ser reciclados e até, se souber, falar da origem deles. Por exemplo, que o papel deve ser usado com consciência porque ele vem da madeira, que o plástico vem do petróleo, e assim por diante. E quando as crianças crescerem, saberão a importância dessa consciência ambiental para o planeta.

 

Aprendendo de onde vem a água

Explicar de onde vem a água que ela bebe, que ela usa para tomar banho, pode facilitar a compreensão. Fale da importância de preservarmos as nascentes dos rios, que a água do mar, embora abundante, não serve para consumo etc. E que se não fizermos o consumo só do que precisamos, essa água pode acabar em breve. Por isso é importante que os banhos sejam curtos, que ao escovar os dentes é preciso manter a torneira fechada e o mesmo quando lavar a louça, e que é preciso apagar a luz do cômodo quando sair, pois a energia elétrica também vem da água.

 

Nossa comida também vira lixo

Da mesma forma que podemos falar da importância do lixo reciclável, é preciso informar sobre como é bom exercer o consumo consciente, e isso pode começar com os alimentos que comemos. Como? Mostrando que é importante comprar somente o necessário para o consumo e fazer o mesmo na hora de colocar a comida no prato, a fim de não jogar comida no lixo.

 

Aproveite melhor os alimentos

Busque receitas que usam reaproveitamento de talos, cascas, folhas ou raízes ou mesmo use a criatividade para criar pratos com alimentos que sobraram do almoço ou do jantar, e peça ajuda das crianças para produzirem uma nova receita. Um bom exemplo disso pode ser o preparo de um bolo de banana ou de laranja feito também com as cascas, que além de nutritivo, também ensina os pequenos a aproveitar da melhor forma os alimentos.

 

Horta em casa

Que tal pedir a ajuda do seu filho para montar uma horta de verduras ou mesmo de temperos? Assim, além desse momento ser importante para fortalecer o vínculo entre pais e filhos, vocês estarão cultivando uma pequena parte da alimentação em família.

Pratique o desapego

Peça ajuda ao seu filho para que, juntos, escolham os brinquedos que ele não brinca mais e destinem para doação. O mesmo pode ser feito com as roupas dele que já não servem mais. Faça o mesmo você também, para evitar o acúmulo de objetos que não use em casa e também para que ele veja em você o exemplo do desapego.

 

Troque o carro pela bike ou pelas caminhadas

Como estamos falando de exemplos que podem ser seguidos, converse com seu filho sobre a importância de trocar o carro pela caminhada ou mesmo pela bicicleta, sempre que puder. Se não for possível fazer os deslocamentos durante a semana, aproveite o fim de semana em família para fazerem mais atividades ao ar livre, a pé ou de bicicleta.


Texto: Fabiana Gonçalves | Edição: Thaís Guimarães de Lima | Design: Alex Mendes e Fernanda Assato

Fonte: Use Orgânico, SOS Mata Atlântica e Greenpeace

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (3 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em