Voltar

6 dicas para a saúde da mulher

6 dicas para a saúde da mulher

Em alusão ao Dia Internacional da Mulher, listamos alguns cuidados que podem fazer parte do dia a dia das mulheres, para beneficiar sua saúde e qualidade de vida

6 dicas para a saúde da mulher

8 Março 2019

 

Quando o assunto é a saúde da mulher, logo imaginamos as perguntas: você já foi ao ginecologista este ano? Já realizou o seu check-up ginecológico? Como anda a sua saúde cardiológica? Mas dar atenção às necessidades do seu corpo significa estar vigilante com a própria saúde e identificar precocemente hábitos que podem trazer malefícios. E isso vai muito além do cuidado com a saúde ginecológica e cardíaca.

Não que eles não sejam importantes, mas é para a saúde integral que você precisa estar atenta. E que tal aproveitar o Dia Internacional da Mulher para dar mais atenção a si mesma, e ver quais são as necessidades que podem afetar a sua saúde física, mental e psicológica? Para isso, enumeramos alguns cuidados que você pode incluir na sua rotina e que vão fazer toda a diferença para a sua saúde e qualidade de vida.

 

1 - Deixe o seu prato mais saudável e colorido

Segundo dados do Ministério da Saúde, um em cada cinco brasileiros está acima do peso. E o crescimento da obesidade também pode colaborar para o aumento da prevalência de diabetes e hipertensão. Então, diante do alerta, que tal mudar os hábitos a partir de agora e mudar a alimentação, deixando-a mais saudável? Você pode incluir mais verduras, legumes e frutas no prato, trocar os alimentos feitos com farinha branca pelos integrais e intercalar o consumo de frango, carne vermelha, peixe e ovos. Também é importante fugir dos alimentos industrializados e enlatados, diminuir o consumo de doces e fracionar as refeições (café da manhã, lanche, almoço, lanche da tarde e jantar).

 

2 - Inclua uma atividade física na sua rotina

Não precisa de muito tempo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos de algum tipo de atividade física leve ou moderada por semana. Ou seja, 30 minutos de algum tipo de exercício, cinco vezes por semana, já são suficientes para deixar de ser sedentário. Use este tempo para caminhar, andar de bicicleta, subir e descer escadas, fazer alongamento, dançar ou, por que não, descer do ônibus um ponto antes do trabalho e terminar o trajeto andando. Não importa a modalidade esportiva, o fundamental é mexer o corpo com regularidade. Os benefícios são sentidos logo após os primeiros dias, com mais disposição, melhora do humor e, se a atividade for mais intensa, tudo isso ainda pode vir acompanhado da perda de peso.

 

3 - Procure dormir melhor

De acordo com dados da Associação Brasileira do Sono, 36,5% dos brasileiros sofrem com insônia. Ou seja, 73 milhões de brasileiros não conseguem alcançar o sono profundo.  Os motivos são variados, mas a maior parte está ligada ao estresse, à sobrecarga de trabalho e à ansiedade. Mas você sabe o que fazer para diminuir o número dessa estatística? Ficando longe de aparelhos como celulares, computadores e TV antes de dormir, fazendo refeições leves à noite e incluindo alguma atividade física leve ou moderada até três horas antes de ir para a cama.

 

4 - Realize os exame de rotina

Faça uma consulta com o seu ginecologista uma vez ao ano e realize os exames solicitados por ele. Os exames para rastreio do câncer de colo de útero são indicados a partir de 25 anos para mulheres com vida sexual ativa, sendo necessário fazê-los uma vez por ano. Já a mamografia anual é indicada preventivamente para o rastreamento de câncer de mama em mulheres a partir dos 40 anos. Também é orientado fazer os exames laboratoriais de rotina e de check-up do coração nesse intervalo, caso não haja doenças na família.

 

5 - Proteja-se contra Infecções Sexualmente Transmissíveis

Elas são causadas por vírus, bactérias ou outros microorganismos e transmitidas, principalmente, pelo contato sexual. E não há meio mais eficiente e seguro do que o uso do preservativo, seja ele masculino ou feminino.

 

6 - Escolha o melhor método contraceptivo para você

Não use o que faz bem para a sua amiga ou vizinha. Procure o seu médico para que ele indique a melhor opção para você. Há vários métodos para que mulheres escolham e planejem quando e se vão querer ter filhos. Entre eles estão: contraceptivo injetável mensal, contraceptivo injetável trimestral, minipílula, pílula combinada, diafragma e dispositivo intrauterino (DIU), além dos preservativos feminino e masculino.  


Texto: Fabiana Gonçalves | Edição: Thaís Guimarães de Lima | Design: Alex Mendes

Fonte: Ministério da Saúde, Secretaria da Saúde do Rio de Janeiro, Oncoguia, Hospital Sírio Libanês e Associação Brasileira do Sono

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (8 Votos)

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em