Voltar

Quer parar de fumar?

Quer parar de fumar?

Veja oito dicas para iniciar o processo, ter mais qualidade de vida e diminuir os riscos relacionados ao uso do tabaco

Quer parar de fumar?

19 Março 2018

O tabaco é um dos principais inimigos da saúde. Seus efeitos negativos são tantos que prejudicam até mesmo os fumantes passivos – aqueles que não fumam mas convivem com quem faz uso do cigarro.

Ainda que não faltem bons motivos para largar o tabaco – ele é fator de risco para cerca de 50 doenças, muitas delas graves e fatais – a dificuldade existe devido à dependência química provocada pela nicotina, que em situações de abstinência, pode provocar desconfortos físicos e psicológicos. Veja abaixo oito dicas para ajudar nesse importante passo para a promoção da saúde.

 

Determinação

O tabagismo é considerado uma doença crônica com possibilidade de recaídas. Por isso, para parar de fumar, é preciso muito determinação. Apesar das dificuldades que poderão surgir no caminho – muitos fumantes precisam de mais de uma tentativa para largar o cigarro –, com determinação e ajuda de uma rede de apoio é possível parar de fumar.

 

Plano de ação

O plano de ação funcionará como um suporte que ajudará a manter o foco nos objetivos. O plano poderá conter informações sobre metas, atividades que irá desenvolver e uma lista de lugares de alto risco que deixará de frequentar e de outros onde o cigarro é proibido, como cinemas ou museus, que farão parte da nova rotina.

 

Apoio

Algumas pessoas conseguem deixar de fumar por conta própria, mas outras necessitam do auxílio de médico, psicólogo, entre outros profissionais. O Sistema Único de Saúde (SUS), por exemplo, disponibiliza um programa gratuito e individualizado para o tratamento do tabagismo. Mais informações podem ser obtidas no telefone 136.

 

Primeiro dia sem cigarro

Escolher um dia para parar de fumar pode servir como estímulo para quando lembrar que está há cinco dias, seis meses ou um ano sem o cigarro. Nesse dia, fazer atividades que dão prazer ajuda a passar o tempo com qualidade e marca o início de uma nova etapa.

 

Gatilhos do cigarro

Sim, eles existem. Os gatilhos do cigarro são alimentos, situações ou até pessoas que, às vezes, sem perceber desencadeiam no fumante a vontade de fumar. O álcool, o café, uma determinada poltrona no canto da sala ou um colega de trabalho que fuma, são exemplos de gatilhos. Evitá-los ajuda a controlar a vontade de fumar. Além disso, consumir sucos naturais, água de coco, chás gelados de camomila, maçã ou cidreira também auxiliam no processo.

 

Fissura

A fissura é uma vontade aparentemente incontrolável de fumar. Apesar de intensa, ela dura no máximo cinco minutos. É possível resistir a ela com algumas técnicas, por exemplo, manter por perto alimentos como palitos de cenoura crua, água gelada, água de coco, frutas geladas picadas, cristais de gengibre, pequenos cubos de gelo e picolés de frutas.

 

Alimentação saudável

O consumo frequente e regular de alimentos saudáveis ajuda a acelerar o metabolismo, evitando o ganho excessivo de peso, que pode ser comum em quem para de fumar. Frutas, sucos naturais, frutas secas, oleaginosas ou barras de cereais são boas opções para os lanches intermediários.

 

Atividade física

Praticar atividade física ajuda a acelerar o metabolismo, diminui os efeitos da abstinência do cigarro, melhora a disposição física, a respiração e a qualidade do sono. Correr, pedalar ou simplesmente caminhar são boas alternativas para quem quer iniciar uma atividade. No entanto, é importante consultar um médico para que ele avalie a saúde e indique o exercício físico mais adequado.


Texto: Jailde Barreto / Design: Carolina Moura

Fonte: Hospital Albert Einstein/ Ministério da Saúde/ Instituto Nacional de Câncer/ Mayo Clinic

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (6 Votos)

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em