Voltar

Aproveite o Carnaval para movimentar o corpo

Aproveite o Carnaval para movimentar o corpo

Vai cair na folia? Que tal aproveitar o agito da maior festa popular brasileira como motivação para começar a se exercitar?

Aproveite o Carnaval para movimentar o corpo

1º Março 2019

 

Você sabia que, ao sair pelo Carnaval — seja pulando atrás do trio elétrico, dançando frevo e maracatu, seguindo as bandas de rua, ou mesmo caindo no samba — você está se movimentando como se estivesse realizando uma atividade física aeróbica? Ou seja, queimando calorias? Então, por que não aproveitar esse embalo de festa que toma conta das ruas Brasil afora, cair na folia e, de quebra, dar continuidade a esse movimento para mexer o corpo o ano inteiro?

O Carnaval pode ser um grande incentivo para essa mudança de estilo de vida. Afinal, será com diversão que você sentirá a diferença no corpo e na mente, pois com a dança poderá perceber a influência positiva que o corpo manifestará estando mais ativo.

Dentre os benefícios, segundo o Ministério da Saúde, destaque para a redução do risco de hipertensão, doenças cardíacas, acidente vascular cerebral, diabetes, câncer de mama e de cólon e depressão. Sem contar que os exercícios fortalecem ossos e músculos, melhoram a disposição física e mental e são capazes de reduzir a ansiedade e o estresse. Outro ponto positivo é que, dependendo da modalidade esportiva escolhida, a atividade física até estimula o convívio social.

E você nem precisa se matricular numa academia para começar a mexer o corpo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda 150 minutos de algum tipo de atividade física leve ou moderada (em torno de 20 minutos por dia ou 30 minutos cinco vezes por semana). Ou seja, nesse tempo você pode fazer o que mais gosta, como dançar, caminhar, correr ou nadar.

Há uma infinidade de opções e basta escolher aquela que lhe dá prazer. Também é importante contar com a avaliação de profissionais de saúde, que podem ajudar a identificar possíveis limitações e garantir o início da prática de forma segura.

Confira a seguir os benefícios de várias modalidades esportivas:

Caminhada

A mais democrática das práticas esportivas pode ser feita por qualquer pessoa, até mesmo aquelas com algumas limitações físicas. Além de liberar hormônios que garantem sensação de bem-estar depois de 30 minutos da prática, previne problemas nos ossos e doenças cardiovasculares. Mas para que haja perda calórica, deve ser feita com intensidade nos passos.

 

Corrida

Auxilia na perda de peso rápida, melhora o condicionamento físico e ajuda no desenvolvimento dos músculos. É interessante que seja intercalada com exercícios para o fortalecimento dos músculos (musculação).

 

Musculação

Atividade fundamental para melhorar a força, a aptidão cardiorrespiratória e o equilíbrio, além de ser um ótimo coadjuvante na perda de peso, pois se feito em alta intensidade, eleva o gasto calórico metabólico. Como fortalece a musculatura, previne lesões de outras atividades como a corrida.

 

Alongamento

É fundamental para aumentar a flexibilidade, prevenir dores nas articulações, melhorar a capacidade de força, além de preparar o corpo para outros exercícios, como a caminhada, a corrida e a musculação.

 

Dança

Ajuda na perda de peso de modo divertido, pois a queima calórica acontece por meio de gestos e movimentos. Também é eficaz na redução do estresse e da ansiedade, melhora a concentração e é indicada até em sessões para reabilitação (dançaterapia).

 

Hidroginástica e natação

Oferecem os mesmos benefícios cardiovasculares e respiratórios que a corrida ou a caminhada, por exemplo, mas com a vantagem de oferecer um menor impacto nas articulações.


Texto: Fabiana Gonçalves | Edição: Thaís Guimarães de Lima | Design: Alex Mendes

Fonte: Ministério da Saúde e Hospital Israelita Albert Einstein

Conteúdo aprovado pelo responsável técnico-científico do Portal Unimed.


Média (2 Votos)

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em