Voltar

Doação de sangue: a solidariedade não pode parar

Doação de sangue: a solidariedade não pode parar

Veja como é possível e necessário manter as doações respeitando as regras de distanciamento social. Mas atenção: se tiver sintomas de gripe, fique em casa

Doação de sangue: a solidariedade não pode parar

28 Maio 2020

Recomendado em tempos de pandemia de COVID-19, o distanciamento social tem impactado o número de doações de sangue, também vitais para o sistema de saúde. Para equilibrar essa equação e garantir a segurança de todos os envolvidos, hemocentros de todo o Brasil redobram os cuidados respeitando as diretrizes de distanciamento social. Se não faltar solidariedade, não vai faltar sangue.


As necessidades dos hemocentros
As medidas de segurança
Quem pode doar sangue? Quem não pode?
Ação conjunta com o Facebook

 

As necessidades dos hemocentros

uma pessoa doa sangue

Além dos problemas derivados do novo coronavírus, outras urgências de saúde continuam ocorrendo: anemias crônicas, hemorragias causadas por acidentes, complicações decorrentes da dengue, febre amarela, tratamento de câncer e outras doenças graves são alguns exemplos. Em todas essas situações, a transfusão de sangue pode ser a diferença entre a vida e a morte. Por isso, é vital que os bancos de sangue estejam abastecidos.

 

As medidas de segurança

homem doando sangue

Se você está preocupado com o isolamento social, mas tem vontade de doar, saiba que os 32 hemocentros e cerca de 500 serviços de hemoterapia onde são feitas as coletas de sangue estão preparados para garantir a segurança dos doadores.


O agendamento da coleta ajuda a evitar aglomerações. No site do Ministério da Saúde, você encontra os números de telefones dos hemocentros por região. Além disso, todos os serviços disponibilizam lugar para lavagem das mãos, uso de antissépticos e marcações para aumentar o distanciamento entre as pessoas. A higienização de áreas comuns, superfícies e instrumentos também foi intensificada, segundo o Ministério da Saúde.


Faça a sua parte: durante o trajeto e no local, não se esqueça de usar máscara e higienizar as mãos.


Quem pode doar sangue?

Pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue, desde que não tenham tido sintomas respiratórios e febre há pelo menos 30 dias. Veja mais detalhes no quadro abaixo:

infográfico sobre doação de sangue

 

Ação conjunta com o Facebook

O Facebook fez uma parceria com o Ministério da Saúde para ajudar os hemocentros de todo o país. Com um simples clique, a pessoa pode se cadastrar como doadora de sangue. 
O cadastro fica disponível para que hemocentros possam recrutar voluntários próximos para doação, de acordo com a necessidade específica. Acesse o endereço: facebook.com/doesangue. Pelo celular, é possível acessar o menu do Facebook e então clicar em “Doações de Sangue".


Uma vida salva quatro

O corpo humano tem cerca de 5 litros de sangue. A cada doação, são retirados no máximo 450ml, que podem salvar quatro pessoas. Com cuidado e solidariedade, vamos superar este momento juntos.


Texto: Agência Babushka | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Fonte: Ministério da Saúde

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (2 Votos)

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em