Voltar

CNU Compartilha

CNU Compartilha

CNU Compartilha

21 Novembro 2014

 

Rogério Muracca é o superintendente Executivo de Controladoria e Finanças da Central Nacional Unimed. Trabalha no Sistema Unimed desde 1994, começou na extinta UAS, a Unimed Administração de Serviços. Na operadora nacional é responsável pelas áreas Administrativa, Recursos Humanos, Gestão de Riscos, Contábil, entre outras. Também é de sua responsabilidade a gestão das aplicações financeiras da Central Nacional Unimed.

Experiente no assunto, constantemente se vê às voltas com perguntas do tipo ‘como devo aplicar meu dinheiro? ‘qual a diferença entre CDB e Poupança? ‘qual horizonte devo escolher?' ‘curto prazo ou longo prazo?'.

No fim do ano os questionamentos se tornam ainda mais frequentes, em razão sobretudo da chegada do
13º salário. Ele explica "As pessoas querem saber a melhor forma para usar esse dinheiro. Muitos não sabem se devem priorizar as compras e os presentes de Natal ou se devem liquidar suas dívidas."

Observando a dificuldade que as pessoas têm em relação à gestão de seus recursos financeiros, Muracca decidiu compartilhar seu conhecimento para um público maior que aquele que o procurava nos corredores da empresa. Foi ai que surgiu, então, as primeiras palestras sobre educação financeira para os colaboradores da operadora. Nunca mais saíram da agenda, especialmente nesta época do ano. "Nosso objetivo é ajudar as pessoas a terem uma vida financeira equilibrada, mantendo uma reserva para emergências e acumulando recursos para uma vida tranquila no futuro", explica o executivo.
Sobre o melhor destino para o 13º, ele aconselha: "Com a primeira parcela, se possível, priorize a quitação do cartão de crédito e o limite do cheque especial – que cobram as maiores taxas. Caso consiga fazer isso, a segunda metade poderá ser usada na compra de presentes e viagens, ou como poupança para futuras emergências."

 

Mais dicas do superintendente, para manter as contas em dia:

• Pesquise antes de comprar: consulte sites de comparação de preços (BONDFARO / BUSCAPÉ);
• Aproveite os descontos após o Natal e início de ano (liquidação "limpa estoque" / Black Friday);
• Pratique carona solidária (uso de um carro para transportar vizinhos e colegas em trajeto comum);
• Faça compra coletiva de itens como material escolar;
• Utilize sobras de alimentos, e partes de verduras e legumes, como raízes e folhas, em receitas criativas e nutritivas;
• Participe de redes de trocas de livros, brinquedos, jogos, roupas, e de serviços (aulas, fotografia, tradução, consertos de computadores, babá, massagista etc.);
• Inscreva-se em programas de hospedagem mais barata em diversos países; também é possível trocar sua estada em hotéis ou albergues por trabalho voluntário;
• Alugue uma bike e desfrute das ciclovias. Em São Paulo, bicicletas para viagens de até uma hora são gratuitas.

 



Média (0 Votos)

COMPARTILHAR: