Voltar

Evite o desperdício e aproveite os talos e folhas de legumes

Evite o desperdício e aproveite os talos e folhas de legumes

Evite o desperdício e aproveite os talos e folhas de legumes

3 Fevereiro 2017

03 de fevereiro de 2017.

Folhas de ingredientes como cenoura, beterraba, nabo e brócolis não são só comestíveis como também saborosas e nutritivas. Algumas são mais amargas, outras mais suaves, mas todas podem render receitas além de ser só mais um item no caldo de legumes ou no suco verde. Cruas ou cozidas, podem ser protagonistas em tortas, pestos, picles, saladas, sopas ou cremes.

Infelizmente, o mercado não estimula o consumo e, na maioria das vezes, elas vão parar no lixo. Fica difícil encontrá-las e saber que destino lhes dar. Em geral, essas partes são encontradas em feiras e hortifrútis ou a partir de contato direto da empresa com produtores. Em quitandas e comércio de orgânicos, é mais fácil vê-las expostas – e mais difícil alguém deixá-las para trás.

RABANETE: Folha boa para se comer crua, como alface ou rúcula. De sabor suave, vai bem em salada com outras folhas ou mesmo puras. Mas, como é bastante perecível e amarela rapidamente, é boa se usada bem fresca, ainda crocante.

BRÓCOLIS: Assim como os da couve-flor, os talos do brócolis (superiores e inferior) vão bem em cubinhos em sopas ou incluir em algum purê, ao lado de batata, por exemplo. Dá para descascar a camada mais fibrosa (a parte interna é mais molinha, dá para se comer crua). Na cozinha de Paloma Zaragoza, eles viram picles. As folhas são semelhantes às da couve, vão bem refogadas.

SALSÃO: Em vez de só jogá-la dentro do caldeirão de caldo de legumes, pode usar as folhas picadinhas no lugar da salsinha. Pode ser usada como tempero em qualquer preparo.

ERVA DOCE: Também conhecido como funcho, a sua folhagem se assemelha muito ao sabor do dill, com leve sabor de anis e adocicada. Pode ser usada para assar com peixes e finalizar pratos leves.

Fonte: Site Estadão - Paladar



Média (0 Votos)

COMPARTILHAR: