Voltar

Frutas vermelhas e seus benefícios para a saúde

Frutas vermelhas e seus benefícios para a saúde

Conheça as propriedades, benefícios e variedades das frutas vermelhas para colorir e potencializar o seu cardápio

Frutas vermelhas e seus benefícios para a saúde

12 Janeiro 2022

As frutas vermelhas são essenciais para uma alimentação rica em fibras e vitaminas. Elas atuam no corpo todo: fazem bem para a visão, para o coração, para o sistema imunológico, para a microbiota intestinal… são aliadas da saúde em diversos aspectos.

Grande parte das frutas que tem coloração avermelhada e de tom roxo-escuro se encaixa no poderoso grupo das frutas vermelhas.

Confira a seguir algumas delas e seus benefícios:

Os benefícios das frutas vermelhas

Quais são as frutas vermelhas? Conheça alguns tipos e suas características

Frutas vermelhas no cardápio: receitas fáceis para fazer em casa

 

Os benefícios das frutas vermelhas

De maneira geral, a maior vantagem que destaca as frutas vermelhas das demais é a

propriedade antioxidante, que protege o organismo contra a ação dos radicais livres. Isso se deve à vitamina C, que auxilia o intestino a funcionar bem e ainda fortalece a imunidade.

As frutas vermelhas também são de grande ajuda no combate ao envelhecimento, pois, além da vitamina C, elas têm magnésio, cálcio, antocianinas e compostos fenólicos. Também são ricas em vitaminas do complexo B, que contribuem para o bom funcionamento das células. Outro benefício é o poder anti-inflamatório, que potencializa a recuperação das fibras musculares.

E tem mais: frutas vermelhas ajudam na prevenção de cânceres, doenças do coração e reduzem as chances de infarto.

As propriedades anticâncer das frutas vermelhas vêm do ácido elágico, a mesma substância que confere cor a elas. Nas plantas, esse ácido protege contra a luz ultravioleta, bactérias e vírus. No corpo, há estudos que o relacionam à redução do risco de tumores malignos no esôfago e no intestino.

São muitos benefícios, não é mesmo? Mas as frutas vermelhas não são todas iguais, cada uma delas tem um conjunto de nutrientes que podem contribuir para seu bem-estar.

 

Quais são as frutas vermelhas? Conheça alguns tipos e suas características

Além de nutritivas e saborosas, as frutas vermelhas têm mais um ponto positivo: a variedade. São diversos tipos e, com tantas opções, é possível ter frutas vermelhas em casa o ano todo.

É importante lembrar que o consumo in natura é o mais indicado para obter os benefícios de todas as frutas, pois algumas propriedades nutricionais podem se perder quando elas são cozidas ou congeladas, por exemplo.

Aí vai uma lista com várias frutas vermelhas para você escolher, se deliciar e aproveitar suas vantagens para a saúde.

 

Morango vermelha da baga isolada - Foto de stock de Morango royalty-freeMorango

O morango tem propriedades diuréticas, é rico em vitamina C, aumenta a absorção de ferro, auxilia na cicatrização de feridas e fortalece as paredes dos vasos sanguíneos. Por causa dos antioxidantes, o consumo de morangos ajuda no combate de inflamações, do envelhecimento da pele e na prevenção de doenças cardiovasculares.

A época de maior oferta do morango varia de uma região para outra, sendo mais comum de abril a outubro em lugares mais quentes e pode ir até dezembro em áreas mais frias do Brasil.

 

Cereja

A cereja tem propriedades parecidas com as do morango: rica em antioxidantes, vitamina C e minerais como o cálcio. Ela ajuda no funcionamento do sistema imunológico e combate o envelhecimento precoce.

O que a cereja tem de diferente é que auxilia na prevenção de aterosclerose, câncer de cólon e de estômago e combate às inflamações no organismo. Além disso, ela é rica em fibras solúveis, o que aumenta a sensação de saciedade.

Por causa dos betacarotenos, uma substância que pigmenta a fruta, a cereja reduz os sintomas de artrite e auxilia na saúde da pele, olhos, unhas e cabelos. E não para por aí: ela também protege contra doenças cardiovasculares, devido à quantidade de flavonoides presentes.

 

Acerola

Você já ouviu dizer que a acerola contém 100 vezes mais vitamina C do que a laranja? Pois é verdade. Isso faz com que ela fortaleça o sistema imune e ajude na renovação celular. Além disso, a acerola é fonte de ferro, cálcio, potássio, fósforo, ferro, magnésio e vitaminas do complexo B.

Os meses de outubro e novembro são excelentes para encontrar acerolas nas feiras e mercados.

 

Amora

A amora tem quantidades significativas de ácido elágico, o constituinte fenólico com propriedades anticancerígenas, que já citamos anteriormente. Ela também contém pectina, uma proteína que auxilia na redução do colesterol e na prevenção de doenças cardiovasculares e circulatórias.

Além disso, essa fruta pequenina e saborosa é rica em vitaminas A, B, cálcio e em propriedades que auxiliam na prevenção de diabetes e do Alzheimer.

 

Framboesa

Tanto a amora quanto a framboesa têm proteínas, vitaminas A, B, cálcio, ferro e fósforo. Em termos de aparência, a diferença entre elas é que a amora é bem roxinha, quase preta, e a framboesa tem a coloração vermelha e o centro oco.

Mas as distinções não param por aí: com relação aos nutrientes, o consumo de framboesas ajuda a tratar inflamações nas gengivas e na garganta, além de aliviar a prisão de ventre, reumatismo, doenças do fígado, dos rins e hemorroidas.

 

Blueberry

Frutinha que também recebe o nome de mirtilo, o blueberry tem uma coloração bem escura, em tom de azul-púrpura.

Estudos mostram que seu consumo ajuda a prevenir doenças relacionadas à visão, como catarata e glaucoma. Ela também funciona como parte do tratamento preventivo para a perda óssea, para ocorrência de doenças neurodegenerativas e nos casos de declínio cognitivo durante o envelhecimento.

 

Frutas vermelhas no cardápio: confira receitas para fazer em casa

A lista de frutas vermelhas ainda vai muito longe! Ameixa, romã, açaí e jabuticaba são outras opções tão benéficas quanto as citadas anteriormente.

Sempre que possível, consuma as frutas vermelhas e desfrute do sabor único e, claro, de todas as propriedades que contribuem para seu bem-estar. Que tal algumas receitas para começar o quanto antes?

Não se esqueça de que toda fruta precisa ser higienizada antes do consumo e de cuidados na hora da conservação. Que tal algumas dicas? Conserve as frutas por mais tempo.

 

Fontes: Emater-MG, Abrale, Hospital Oswaldo Cruz


Agência Babushka | Edição e Revisão: Unimed do Brasil

Revisão técnica: equipe médica da Unimed do Brasil


Média (6 Votos)
Avaliar:

COMPARTILHAR:


Cadastre-se para receber novidades e notícias

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso.

 

Uma publicação compartilhada por Unimed (@unimedbr) em